Flip 2018 trará a escritora Isabela Figueiredo

Festa Literária lança Flip-se – Programa de Amigos – com benefícios exclusivos da Flip e outros parceiros

Um dos nomes mais vigorosos da literatura lusófona atual, a autora Isabela Figueiredo, nascida em Moçambique e radicada em Portugal, é a 5ª presença confirmada na Flip 2018, que acontece de 25 a 29 de julho, em Paraty. “A intimidade, o corpo, o racismo, a experiência colonial e a dos retornados, a escrita de si, a memória: uma estreante já madura, Isabela Figueiredo tem uma obra ainda de poucos títulos e, no entanto, muito potente e desconcertante”, diz Joselia Aguiar, curadora da Flip 2018. “Para leitores e leitoras daqui, seus livros abordam muitas das questões que mais importam serem debatidas hoje.”

A autora

Isabela Figueiredo nasceu em 1963 em Lourenço Marques (atual Maputo), Moçambique, e mudou-se para Portugal em 1975. Estudou línguas e literaturas lusófonas, sociologia das religiões e questões de gênero. Trabalhou como jornalista e hoje é professora de português.

A Gorda (Todavia) acaba de chegar às livrarias do Brasil. Sucesso de público e crítica, o livro narra a história de Maria Luísa, cujo peso bastante fora do padrão traz para ela uma série de dificuldades sociais e de relacionamento. A sua relação com o próprio corpo é o mote para uma narrativa corajosa, que vem caracterizando a obra da autora.

Em julho, sai seu livro de estreia, Caderno de memórias coloniais (Todavia), publicado originalmente em 2009, no qual a autora acerta as contas com o passado colonial de Portugal e com seu pai, um eletricista português radicado em Moçambique. Na obra, espécie de “Carta ao pai” de Kafka, a figura paterna encarna, através do olhar da autora, o colonizador que discrimina e oprime as negras e negros do país dominado, onde somente os brancos são vistos como cidadãos.

Flip cria Programa de Amigos

A partir de agora, a Flip vai estar com você durante o ano todo. Como? Por meio do Flip-se, Programa de Amigos da Flip, que trará uma série de benefícios exclusivos da Flip e descontos e promoções em restaurantes, pousadas, assinaturas de jornais e revistas e instituições culturais. A assinatura vale pelo período de 12 (doze) meses e custa R$ 240,00, podendo ser parcelada em até 10 vezes sem juros. A adesão ao programa pode ser feita em qualquer data, uma vez que a contribuição é anual. As informações completas estão no site da Flip (flip.org.br).

Flip 2018

A 16ª Flip, que acontece de 25 a 29 de julho, tem curadoria de Joselia Aguiar e homenageia a autora Hilda Hilst. Estão confirmados os nomes de Fernanda Montenegro e Jocy de Oliveira para a sessão de abertura e de André Aciman e Leila Slimani como autores convidados.

Quem faz a Flip

A Flip tem o patrocínio do Ministério da Cultura por meio de leis de incentivo. A edição 2018 conta com apoio da EDP Brasil e do Sesc e outros parceiros em vias de captação.

 

Guido Nietmann é fotógrafo, nascido em São Paulo, mas é apaixonado e mora há 6 anos em Paraty. Criou em parceria com a fotógrafa Roberta Pisco a Fotos Incríveis, especializada em fotografia de alto padrão. Eterno apaixonado por Paraty, não se cansa de retratar as belezas da cidade e nutre uma paixão toda especial pela Igreja de Santa Rita!

Saiba mais acessando www.fotosincriveis.com.br

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!