Prefeito de Angra declara estado de emergência e diz que programa de emergência das usinas nucleares está em risco. Eletronuclear diz que possui estoque de combustível.

O prefeito Fernando Jordão abriu a prefeitura neste sábado, para decretar situação de emergência pública em razão da crise de desabastecimento de combustível e demais bens essenciais para a manutenção dos serviços de defesa civil e de saúde do município.

Jordão explica que, além disso, a situação também coloca em risco a prática do Plano de Emergência das usinas nucleares, que são sediadas na cidade. No momento, em Angra dos Reis, todos os postos de abastecimento estão sem gasolina, etanol, diesel e qualquer outro tipo de combustível. “Não tive outra medida a fazer senão decretar o estado de emergência em Angra dos Reis, porque nós não temos mais combustível nos postos, a empresa Bonfim teve que reduzir sua frota para atender a população e ontem mesmo eu cancelei as aulas na rede pública de ensino para que a Bonfim tivesse mais combustível para transportar as pessoas que precisam ir ao médico, à farmácia e se locomoverem na cidade. Além disso, nós temos duas usinas nucleares em Angra e não vamos ter plano de emergência nenhum funcionando sem combustível na cidade”, declarou, completando que se Angra não tiver prioridade no abastecimento de combustível para que se possa exercer o Plano de Emergência das usinas nucleares, será pedido o desligamento de Angra I e Angra II.

Com o desabastecimento, serviços como o transporte coletivo de passageiros, a coleta de resíduos sólidos, a segurança urbana e a da defesa civil, e o transporte marítimo insular, ficaram bastante comprometidos, este último, muito utilizado para levar serviços básicos até os moradores das ilhas e das comunidades da Ilha Grande. Na questão do Plano de Emergência das usinas nucleares, os serviços essenciais relacionados a contrapartida do Município, não têm como ser colocados em prática.

Comitê de Gerenciamento de Crise

O Decreto, de nº 10.928, de 26 de maio de 2018, também cria, no Gabinete do Prefeito, o Comitê de Gerenciamento de Crise, composto pelo próprio prefeito, que coordenará o colegiado; o secretário de Governo de Relações Institucionais, o secretário de Administração, o superintendente de Segurança Pública, o procurador geral do município, o chefe de Gabinete do Procurador Geral, o secretário Executivo de Proteção e Defesa Civil e o secretário Municipal de Saúde. A este grupo cabe propor e adotar todas as medidas preventivas ou reparadoras, administrativas e judiciais, visando a manutenção dos serviços públicos essenciais à população de Angra dos Reis.

O Comitê também deverá realizar o monitoramento de toda a situação de abastecimento e operação dos serviços essenciais, bem como propor, se for o caso, a decretação de estado de calamidade pública ou a revogação do estado de emergência.

Em caso de iminente perigo público, poderão ser requisitados bens e serviços da iniciativa privada. As secretarias municipais, as subprefeituras e os demais órgãos e entidades integrantes da administração direta e indireta, deverão implantar um plano de racionalização de uso de insumos, com o objetivo de preservar a continuidade das atividades essenciais.

Fonte: http://avozdacidade.com/prefeito-decreta-estado-de-emergencia-e-angra-dos-reis/

Usinas nucleares de Angra têm combustível suficiente se for preciso acionar plano de emergência

O presidente da Eletronuclear, estatal que opera as usinas nucleares Angra 1 e Angra 2, Leonam dos Santos Guimarães, informou na manhã deste sábado ao GLOBO que não há risco de faltar combustível para o eventual acionamento do plano de emergência previsto para ser acionado em caso de eventual acidente com as usinas. O presidente se pronunciou devido às notícias de que o município de Angra dos Reis iria decretar estado de emergência por conta da greve dos caminhoneiros, o que poderia afetar o plano de evacuação em caso de acidente nas usinas nucleares.

— O plano de emergência está operando plenamente. Não temos problemas de combustível, caso seja necessário acioná-lo. Temos estoques — garantiu Guimarães.

A Eletronuclear, por meio de nota, informou que está acompanhando a situação por conta da greve dos caminhoneiros , mas garantiu que “mesmo após o município de Angra dos Reis possa ter decretado estado de emergência em decorrência desta situação, não há qualquer comprometimento em relação à segurança da central nuclear”. As usinas Angra 1 e Angra 2 estão operando normalmente, sem quaisquer anormalidades.

De acordo com a companhia, sua frota de ônibus e carros está abastecida e com plenas condições de atender ao Plano de Emergência local, assim como dar apoio ao Plano de Emergência Externo, no caso de qualquer eventualidade.

“A Eletronuclear reitera seu compromisso com a segurança em primeiro lugar, mas destaca o seu papel como agente público nesse momento: contribuir, com mais de 2.000 Megawatts (MW), para o abastecimento de energia elétrica de todo o país”, finalizou a nota.

Fonte: https://oglobo.globo.com/economia/caminhoneiros/usinas-nucleares-de-angra-tem-combustivel-suficiente-se-for-preciso-acionar-plano-de-emergencia-22720865#ixzz5GczE8xgN

Guido Nietmann é fotógrafo, nascido em São Paulo, mas é apaixonado e mora há 6 anos em Paraty. Criou em parceria com a fotógrafa Roberta Pisco a Fotos Incríveis, especializada em fotografia de alto padrão. Eterno apaixonado por Paraty, não se cansa de retratar as belezas da cidade e nutre uma paixão toda especial pela Igreja de Santa Rita!

Saiba mais acessando www.fotosincriveis.com.br

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!