Duplicar a Rio-Santos?! Pra quê, se já vem gente demais?!

Em postagem anterior, citamos que o prefeito de Mangaratiba, Alan Costa, o Alan Bombeiro, se reuniu nesta quarta, 9, com os prefeitos de Angra dos Reis, Fernando Jordão, e de Paraty, Carlos José Gama Miranda, o Casé, para discutir o crescimento do Turismo Sustentável na Costa Verde. Entre os temas abordados, destaque para a duplicação da Rodovia Rio Santos e a despoluição das praias. Durante o encontro, que ocorreu em Angra dos Reis, os prefeitos assinaram o “Protocolo de Intenções” e vão tentar estabelecer uma parceria no sentido de viabilizar a constituição do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Costa Verde.

Gostaria de acrescentar uma visão totalmente pessoal, mas que já foi embasada por diversos comerciantes de destaque da cidade. Na minha opinião, tudo que Paraty NÃO precisa é a duplicação da Rodovia Rio Santos. Mesmo em dias de grande movimento, não há longos congestionamentos na região – diferente do que acontece em Ubatuba e Caraguatatuba, por exemplo. Além disso, diversos locais como Trindade, já têm grandes dificuldades de lidar com o excesso de turistas que vem nos momentos de pico da temporada. Esses locais precisam urgentemente de um estudo de carga e de ter o número de visitantes limitado. Espero que o governo tenha serenidade para avaliar essas questões antes de pensar em duplicar qualquer coisa, ou a bela Paraty que amamos estará mesmo condenada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *