Manifestação em Angra em defesa da educação pública ocorreu dia 8 de maio

Press release – Rede de Comunicação Universitária (formada pelos alunos da UFF-Angra)
No dia 8 de maio, a UFF ocupou ruas e praças contra o corte de 30% no orçamento nas universidades federais. Em Angra, a aula pública teve início às 15h na Praça do Papão. Uma grande roda foi formada e a chuva do fim da tarde só serviu para juntar mais gente na hora da saída em passeata, às 18h, seguindo pela Av. Júlio Maria até o encerramento na Praça do Peixe. De noite, as atividades tiveram sequência com a roda Jacultural e diversas aulas públicas ocorrendo simultaneamente.
Com a presença de estudantes, funcionários, professores, mães e filhos de estudantes, ex-alunos e apoiadores de toda a cidade, a passeata seguiu pelo Centro da cidade marcando a presença da UFF em Angra dos Reis, mostrando a importância que a universidade tem para sua cidade. São quase 700 alunos, estudantes de Angra e dos municípios vizinhos, além dos muitos que vêm de outras cidades do Rio de Janeiro e do país.
A UFF-Angra está presente nas escolas básicas da cidade, com projetos de pesquisa, cursos de formação, estágios e iniciação à docência. Está presente no apoio aos movimentos sociais, na construção de políticas públicas, no apoio à gestão ambiental, na pesquisa sobre a realidade e os problemas de Angra e da região. Oferece os cursos de Pedagogia, Políticas Públicas e Geografia. Em Paraty, a UFF-Angra atua na formação continuada de professores das escolas caiçaras e quilombolas, em parcerias com instituições municipais e federais. A UFF-Angra recebe alunos de Paraty e diversos ex-alunos estão hoje atuando como professores e pedagogos na cidade.
A presença da UFF nas ruas é parte de um movimento nacional que se inicia em defesa das universidades federais, para bloquear a rede de mentiras que espalham sobre a educação pública no Brasil. O movimento é contra os cortes de 30% do orçamento, contra a reforma da previdência, e se coloca em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade, de uma universidade inserida na sociedade, que seja inclusiva e popular.
guidonietmann

guidonietmann

Guido Nietmann é fotógrafo e mora há 7 anos em Paraty. Em parceria com a fotógrafa Roberta Pisco, criou a Fotos Incríveis, empresa especializada que atua com fotografia imobiliária, gastronômica, fotografia aérea, fotografia de produtos e também com ensaios. Apaixonado por Paraty, não se cansa de retratar as belezas da cidade e nutre uma paixão  especial pela Igreja de Santa Rita! Contato e mais informações: www.fotosincriveis.com.br

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!