Paraty tem dia de sol depois de dois dias de caos

Primeiro, foi a luz que caiu, já por volta das 21h de sexta-feira, junto com as primeiras gotas de chuva. O que era pra ser só uma tempestade de verão, se tornou 5 horas de chuva intensa e sem pausas! E era só o começo do problema. Um raio atingiu uma torre em Praia Grande, chegando a derreter alguns dos cabos de alta tensão. Aliados a dezenas de quedas de galhos e outras interrupções causadas pelo mal tempo, os problemas se avolumaram e a luz só voltou por volta das 17h de ontem, sábado.

Para muitos comerciantes, tarde demais. Muitos restaurantes tiveram prejuízos consideráveis. Ontem mesmo um proprietário de quiosque no Jabaquara me disse que só de gelo, gastou 700 reais no sábado e outros 500 no domingo. Uma rápida reunião foi feita na Pousada Por do Sol entre os comerciantes do bairro com um representante da ENEL, que pediu que eles entrassem com uma queixa em grupo, unindo 15 moradores/comerciantes ou mais, mas também não sabia dar maiores informações.

No sábado de manhã, era gigantesca a fila de turistas indo embora da cidade, evidenciando o prejuízo. A falta de ventiladores se tornou outro problema

As 17h da tarde de sábado, após piscar diversas vezes, finalmente a luz voltou na maior parte da cidade. Bairros como Corisco e Pontal tiveram que esperar ainda mais! Mas seguia faltando água, ao menos no bairro do Jabaquara. Com a falta de luz, o serviço de dados das operadoras também não funcionou. Só posso imaginar o caos causado pela falta de serviços básicos.

Um comerciante do Jabaquara me disse que é normal, que estranho é ter uma temporada sem incidentes, já que todo ano acontece algum ‘problema’ diferente. Infelizmente, acho que ele estava coberto de razão. O bairro seguem com problemas no abastecimento de água, que está com a pressão fraca demais. Tudo muito triste, e claro, péssimo para o turismo. Enquanto isso, a empresa Águas de Paraty segue cobrando uma taxa comercial absurdamente cara.

 

guidonietmann

guidonietmann

Guido Nietmann é fotógrafo e mora há 7 anos em Paraty. Em parceria com a fotógrafa Roberta Pisco, criou a Fotos Incríveis, empresa especializada que atua com fotografia imobiliária, gastronômica, fotografia aérea, fotografia de produtos e também com ensaios. Apaixonado por Paraty, não se cansa de retratar as belezas da cidade e nutre uma paixão  especial pela Igreja de Santa Rita! Contato e mais informações: www.fotosincriveis.com.br

Deixe aqui sua opinião sobre este assunto!